sábado, 27 de maio de 2017

Yoga Provita

Para o dependente químico, a vida sem o uso de substâncias é um mergulho no desconhecido. Essa nova etapa que surge em sua vida a partir da recuperação gera muita ansiedade, é como caminhar no escuro. Cada passo é decisivo. Ele só se conhece como dependente, ele não sabe quem será longe do uso. Não terá mais os mesmos amigos, não frequentará mais os mesmos lugares, não sabe o que realmente lhe trará felicidade, até então sendo sustentada pela ilusão do uso das drogas.
Além disso, durante o uso, o dependente comete muitos excessos em seu corpo, muitas vezes até de forma irreversível. Esses excessos vão do abuso de substâncias a má alimentação, falta de higiene básica, noites sem dormir. Através da prática de Ásanas (posturas) e Pranayamas (práticas respiratórias) é restabelecida a consciência corporal, e o dependente passa a perceber o mal que foi causando ao seu corpo durante o uso de drogas. Paralelamente, ele redescobre a força restaurativa de seu corpo, aumentando o seu desejo de “ficar limpo” e sua autoestima.











Nenhum comentário:

Postar um comentário